Mariscos

Seleccione uma categoria:

Sapateira (Cancer Pagurus)

A Sapateira (Cancer Pagurus) é um crustáceo decápode, braquiúro, da família dos cancrídeos, da costa atlântica rochosa da Europa. A carapaça de exemplares maduros mede entre 11 cm e 13 cm de comprimento.

 Designação científica VivaCongeladaCozida
SapateiraCancer Pagurus
Sapateira coxa Cancer Pagurus   
Sapateira mortal (fresca do dia) Cancer Pagurus    
Sapateira macho Cancer Pagurus

Origem Reino Unido Subfilo Crustáceos

Camarão Espinho (Palaemon Serratus)

O Palaemon Serratus é um camarão grande, típico, com um corpo cilíndrico composto por seis segmentos abdominais. Este crustáceo é translúcido e apresenta em geral linhas vermelhas/castanhas em volta da sua carapaça. Um exemplar pode atingir um comprimento máximo de 11 cm.

 Designação científica VivoCongeladoCozido
Camarão EspinhoPalaemon Serratus  

Origem Portugal Subfilo Crustáceos

Caranguejo (Carcinus Maenas)

Os caranguejos são crustáceos caracterizados por terem o corpo totalmente protegido por uma carapaça, cinco pares de patas, sendo que o primeiro par é normalmente formado por fortes pinças. A carapaça destes caranguejos (Carcinus Maenas) pode atingir 6 cm de comprimento e 9 cm de largura.

 Designação científica VivoCongeladoCozido
CaranguejoCarcinus Maenas  

Origem Reino Unido Subfilo Crustáceos

Lagosta

Lagosta é o nome genérico dado aos crustáceos decápodes marinhos da subcategoria Palinurus, caracterizados por terem as antenas do segundo par muito longas e os urópodes em forma de leque. Podem atingir tamanhos grandes e têm uma grande importância económica, uma vez que são considerados alimentos de luxo.

 Designação científica VivaCongeladaCozida
Lagosta África do SulJasus Lalandi
Lagosta NacionalPalinurus Mauritanicus 
Lagosta do PacíficoPalinurus Interruptus 
Lagosta VerdePalinurus Regius 
Lagosta BrancaPalinurus Mauritanicus

Lagostim (Nephrops Norvegicus)

Também conhecido pela lagosta da Noruega, Nephrops Norvegicus, é caracterizado por uma cor rosa-alaranjado e pode atingir um comprimento longo de 24 cm. São normalmente encontrados no Oceano Atlântico, Mar do Norte, perto da Islândia e Noruega e no Sul de Portugal.

 Designação científica VivoCongeladoCozido
Lagostim nº 0Nephrops Norvegicus 
Lagostim nº 1Nephrops Norvegicus 
Lagostim nº 2Nephrops Norvegicus 

Origem Reino Unido Subfilo Crustáceos

Santola (Maja Squinado)

A santola, conhecida pelo caranguejo aranha europeu é uma espécie encontrada no Oceâneo Atlantico e Mar Mediterrâneo. De grande procura comercial, são capturados cerca de 5 toneladas por ano, sendo que cerca de 70% dos exemplares provêem da costa francesa.

 Designação científica VivaCongeladaCozida
Santola francesaMaja Squinado
Santola nacionalMaja Squinado

Lavagante

Lavagante é o nome comum dado aos crustáceos marinhos que constituem a família dos nefropídeos. Se bem que sejam constituídos por um corpo semelhante ao das lagostas, os lavagantes distinguem-se destas por não possuírem antenas longas e possuírem pinças grandes e conspícuas.

 Designação científica VivoCongeladoCozido
LavaganteHomarus Gamarus
Lavagante coxoHomarus Gamarus  
Lavagante americanoHomarus Americanus  

Origem Reino Unido Subfilo Crustáceos

Percebes (Pollicipes Cornucopie)

O percebe é uma espécie notável, adaptada às difícieis condições físicas e biológicas das bases das falésias e rochedos, exposto à rebentação e às correntes marinhas da costa rochosa. O percebe é um crustáceo marinho que se encontra desde a costa oeste britânica até ao Senegal, podendo ser encontrado no Mediterrâneo Ocidental nomeadamente na costa africana.

 Designação científica VivoCongeladoCozido
PercebesPollicipes Cornucopie  

Origem Portugal Subfilo Crustáceos

Cavaco (Ceyllarides Latus)

Os cavacos são uma família dos crustáceos que se encontram em todos os oceanos mornos. Esta espécie é caracterizada pelas suas ampliadas antenas, que se projectam para frente da cabela como placas largas.

 Designação científica VivoCongeladoCozido
CavacoCeyllarides Latus 

Origem Portugal Subfilo Crustáceos

Ameijoa

Ameijoa é a designação dada a vários moluscos bivalves, da família dos Lucinídeos, dos Cardídeos e dos Venerídeos. Muitos são utilizados na alimentação humana.

 Designação científica
Ameijoa MachaVenerupis Pullastra
Ameijoa BoaRuditaoes Decussatus
Ameijoa BrancaSpisula Solida
Ameijoa CãoVenerupis Aurea
Ameijoa JaponesaTapes Semidecussatus
AmeijolaCallista Chione

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Lambujinha (Scrobicularia Plana)

A lambujinha é um molusco bivalve geralmente encontrado em densidades completamente elevadas. A sua cor pode ser qualquer coisa como o branco-amarelado até um castanho-cinzento pálido. Pode alcançar até 65 cm no diâmetro. A lambujinha é actualmente o bivalve mais abundante do Tejo e possui alto valor económico.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Conquilha (Donax Trunculus)

Conquilha é o nome vulgar de bivalves do género Donax. Vivem junto à rebentação do mar, enterrados na areia, a uns poucos centimetros de profundidade. Encontram-se nas praias do Algarve e são relativamente fáceis de capturar, sem ser necessário qualquer instrumento auxiliar. Actualmente, a conquilha é considerada como uma boa entrada para o almoço ou jantar.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Mexilhão (Mytilus SPP)

O mexilhão é um molusco bivalve da ordem Mytiloida, consumido como fonte de alimento. Os mexilhões são animais sésseis que vivem nas zonas intertidais, fixos pelo bisso às rochas costeiras. A sua concha é negra azulada, sem ornamentação a não ser as linhas de crescimento. O mexilhão tem também, assim como a ostra, a capacidade de produzir pérolas, algumas delas com grande valor no mercado.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Canilha

A canilha pertence a uma família de moluscos marinhos carnívoros. Quase todos vivem entre rochas e corais.

 Designação científica
Canilha espanholaBolinus Brandaris
Canilha italianaMurex Brandaris

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Berbigão (Cerastoderma Edule)

Da família dos bivalves as conchas do berbigão podem ser curvas ou planas. No seu interior possuem um molusco que por vezes também ganha o nome de pente ou romeira.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Burrié (Littorina Littorea)

O burrié (Littorina Littorea) é uma espécie de molusco gastrópode. Os burriés são encontrados principalmente em costas rochosas ou em habitats arenosos ou enlameados nas costas do Oceano Atlântico.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Castanholas do Mar (Glycymeris Glycymeris)

As castanholhas são caracterizadas por um concha robusta, quase circular na forma e que pode atingir até 6,5 cm. A sua cor é normalmente amarelada.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Búzios (Bolinus Bandaris)

Os búzios são um marisco que se assemelha a um caracol pequeno. Tem uma constituição pequena e normalmente são muito abundantes.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Longueirão (Ensis SPP)

O longueirão caracteriza-se por ter um corpo longo e encontra-se nas praias atlânticas e pacíficas. São geralmente capturados para alimento.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Vieira (Pecten Maximus)

As vieiras são moluscos bivalves da família Pectinidae de águas salgadas que estão em extinção em costas brasileira, mas ainda abundante na América do Norte. É bastante apreciado como alimento nos Estados Unidos, onde é conhecido como Scallop.

Origem Portugal Subfilo Bivalves

Ostras (Crassostrea Gigas)

As ostras crescem em sua maioria em águas marinhas ou relativamente salgadas. As ostras têm um corpo mole, protegido dentro de uma concha altamente calcificada, fechada por fortes músculos adutores. As guelras filtram o plâncton da água. A ostra é muito apreciada como comida, tanto crua como cozidas, e tem reputação de ser um afrodisíaco dada a alta concentração de zinco que existe nela.

 Designação científica
Ostra nacionalCrassostrea Gigas
Ostra francesaCrassostrea Gigas

Camarão congelado

Moçambique é conhecida pela sua longa costa onde os mariscos abundam, especialmente os camarões, que de corpo delgado têm um tamanho médio de 16 cm.

TamanhoOrigemEmbalagem
U5Moçambique1 kg
U/10Moçambique1 kg
10/20Moçambique2 kg
20/30Moçambique2 kg
30/40Moçambique2 kg
40/60Moçambique2 kg
60/80Moçambique2 kg
80/100Moçambique2 kg
100/120Moçambique2 kg
40/60BirmâniaAvulso
60/80BirmâniaAvulso

Caranguejo Real (Paralithodes Camchaticus)

O caranguejo real é a espécie de caranguejo mais cara do mercado e a que apresenta o maior peso por unidade. É tão grande que a sua carapaça pode chegar a atingir os 28 cm de comprimento.

A sua captura tem lugar no Mar de Bering e no Norte do Alasca, sendo que é uma actividade de particular dificuldade.

O caranguejo real é um dos mariscos preferidos para consumo e muitas vezes é considerado pelos grandes apreciadores como mais saboroso do que a própria lagosta.

OrigemEmbalagem
Alaska+/- 20kg

Bivalves congelados

Bivalvia é a classe do filo Mollusca que inclui os animais aquáticos popularmente designados por bivalves. Estes organismos caracterizam-se pela presença de uma concha carbonatada formada por duas valvas. Esta concha protege o corpo do molusco. O mexilhão, a ameijoa e a conquilha são exemplos populares de bivalves que servem como alimento ao Homem.

BivalveOrigemEmbalagem
Conquilha congelada (Donax Deltoides)Austrália1 kg
Ameijoa vietnamitaVietname1 kg
Mexilhão m/concha (Perna Canaliculus)Nova Zelândia1 kg

Surimi

Surimi é um alimento muito apreciado e está disponível em muitas formas e texturas. O produto mais comum do surimi no mercado ocidental é a imitação artificial de pés de caranguejo. O surimi é um ingrediente útil para produzir vários tipos de alimentos processados, onde para além do caranguejo, também se inclue a lagosta. O surimi é também uma boa fonte de proteína.

SurimiOrigemEmbalagem
Salada de marisco popular c/ camarãPortugal1 kg
Delícias do marChina250 gr
Delícias de lagosta (imitação)China250 gr
Pasta de Sapateira ultracongeladaEscócia500 gr
Caprichos do Alaska (Theragra Chalcograma)China250 gr
Salada de marisco/gambaPortugal1 kg

Miolos

MioloTamanhoOrigemEmbalagem
Miolo Ameijoa "Arca Antiga" Vietname600 gr
Miolo de Búzio (Buccinum Undatum) Franç1 kg
Miolo de Berbigão (Spinula Subtruncata) Espanha1 kg
Miolo de Camarão10/30China0,5 kg/1 kg
Miolo de Camarão30/50China0,5 kg/1 kg
Miolo de Camarão50/60China0,5 kg/1 kg
Miolo de Camarão70/100China0,5 kg/1 kg
Miolo de Mexilhão (Mytilus Chilensis) Espanha500 gr

Moluscos

Os polvos são moluscos marinhos da classe Cephalopoda e da ordem Octopoda, que significa "oito pés". A sua característica principal é uma coroa de oito tentáculos com fortes ventosas dispostos à volta da boca. O polvo tem um corpo mole mas não tem esqueleto interno nem externo.

MoluscosTamanhoOrigemEmbalagem
Polvo S-5X (Octopus Vulgaris)800/1200Oceano Atlânticoaprox. 1 kg
Polvo (Octopus Vulgaris)nº 2Oceano Atlânticoaprox. 1.3 kg